01 junho 2008

Tetrapolândia, Porquê?

Depois de vários atentados às ondas Terceirenses, tais como a construção dos quebra-mares na Praia da Vitória, esgotos mal tratados e virados para o mar começam a surgir outros. Isto porquê? É simples e só não vê quem não quer! Com a reconstrução e fortificação do quebra-mar na Praia e após este ter passado no 1ºteste, começam a por a mão na cabeça de preocupados onde gastar mais dinheiro em Tetrápodes. E quem sofre com isso? Aquilo que quando há, põe feliz qualquer surfista e que nos faz andar km á procura do dia perfeito.
Ondas como a de Santa Catarina que já por várias vezes foi ameaçada mas que nada se compara com o que se vai seguir, bem como do Terreiro de São Mateus serão mais 2 ondas para o lote de ondas destruídas na Terceira, pois só na Praia da Vitória deviam existir dezenas delas.

Santa CatarinaSolução para destruição.
Solução: é preciso ir pegar logo nos Tetrápodes colocá-los naquela área toda? Quando apenas uma pequena parte é que está a por em risco o Parque de Combustíveis. Fortalecer a parede em risco que até podia ser de betão não seria o suficiente?

Terreiro de São MateusSolução para destruição
Solução: Numa zona que deveria ser património regional por existir uma antiga muralha e forte, a solução que arranjam para a protecção daquela zona é entulhar com Tetrápodes? Não seria financeiramente e esteticamente melhor reconstruir a muralha?

P.S.- Cito "convêm lembrar que o betão de 3 Tetrápodes dá para os blocos, as placas, pilares, vigas e fundações dum T3 com 120m2... mais tetrápodes menos casas, escolas etc... a usar só em caso de necessidade absoluta... mas como somos ricos..."

2 comentários:

Filipe Alves disse...

É verdade Tito, o talude que está no projecto do Terreiro é uma brutalidade, não se percebe para que é aquilo...

lenard disse...

Eu já nem sei é o que é para perceber...Devido à ignorância, ganância e sede de poder, destruiram a maior dávida da natureza na ilha Terceira: a baía da Praia da Vitória, que segundo um amigo meu, praiense de 40 e tal anos, foi considerado por um americano surfista, no final dos anos 70, como o 4º melhor sítio para surfar no mundo.. este bife, que nao sei o nome, vinha numa viagem em que já tinha passado pela Indonésia, e dizia ser um frequentador assíduo do inverno havaiano. Vejam lá o potencial do sítio... O Perna diz que ainda hoje tem pesadelos com a destruição do mega surf spot, e nao é para menos. Agora querem que todos nós tenhamos pesadelos com a destruíção de Santa e Terreiro... enfim, eu já não percebo é nada.